[ editar artigo]

Vale a pena ter painéis solares em carros elétricos?

Vale a pena ter painéis solares em carros elétricos?

O carro elétrico é mais sustentável. Sustentabilidade combina com energia limpa, como exemplo recarga fotovoltaica. As estações fotovoltaicas proliferam-se dia a dia. Mas, diretamente nos veículos, vale a pena mesmo ter painéis solares?

 

A grande referência mundial em veículo elétrico é, inegavelmente, a Tesla. Mesmo não sendo ela a maior fabricante mundial de VE (veículo elétrico), posto ocupado pelas gigantes Chinesas em seu mercado estratosférico, a Tesla é referência de disrupção e aplicação de tecnologias no modal de transporte.

 

Partindo-se daí, algum tempo atrás a empresa americana suspendeu o uso de painéis solares instalados diretamente no veículo, em virtude da baixa eficiência energética do sistema em uma aplicação automotiva. Mas isso realmente procede? Existem aplicações automotivas onde esta conta pode fechar?

 

Na minha opinião, existe sim e é algo muito inteligente em ser aproveitado. A eficiência deles está resumida em quantos Watts/hora por m² o painel solar pode gerar. Atualmente, a eficiência média deles é de 15 a 17%. Em uma aplicação automotiva média de 2,25m² (1,5 por 1,5m), certamente a exposição, pensando-se na geração de energia para alimentar um pack de bateria de um sedan como uma Tesla Model S - da ordem de 85 kWh - não é relevante. Porém, para um VE urbano, que tem 10% deste tamanho de pack de baterias e a mesma área para exposição, a conta muda e muito. Soma-se a isso os novos modais de transporte, como o compartilhamento na forma de free float, onde o veículo é deixado na rua para o próximo usuário coletar.

Neste caso, esta exposição contínua e frequente adicional, sem dúvida, é muito representativa para a demanda total de recarga do veículo. Além disso, aplicações fotovoltaicas em baú para caminhões de entrega possibilitam uma exposição inicialmente 4 vezes maior do que a nossa referência (maior área superficial para aplicação dos painéis), fazendo deste um grande aliado para a geração limpa de energia para frota.


Diante disso, fica claro que existem grandes oportunidades em haver disrupção em nichos específicos. Nem sempre a ‘receita de bolo’ de um grande player se encaixa na da sua empresa. É importante sempre questionar, pois justamente daí que saem as melhores sacadas.

Fonte foto: https://sonomotors.com/contact.html/#press

Hitech Lab
Rodrigo Contin
Rodrigo Contin Seguir

Engenheiro Mecânico formado pela UFPR, desenvolveu sua carreira no automobilismo como engenheiro de corrida até fundar a Hitech Electric, startup de mobilidade urbana.

Ler matéria completa
Indicados para você